O país volta ao normal pelos pés de um francês

Depois do triste [?] resultado do jogo da Seleção Brasileira, o país, lentamente volta a sua vida cotidiana, rotineira. Uma segunda feira de poucos rostos alegres, muitos que somente reclamavam do resultado, mas em grande maioria, percebe-se que não se veste mais o verde e amarelo, mas porque? Só se tem orgulho em ostentar “símbolos nacionais” de quatro em quatro anos? Pelo visto é isso mesmo. Aqueles tão idolatrados [como foi bem lembrado pelo Junior] agora são vistos como vilões, que estão em déficit com o país por não terem jogado tudo que poderiam, como alguns fazem questão de afirmar. Pra ser sincero, para mim, o resultado é indiferente, tendo sido eliminado, tendo vencido, “a vida continua”, mas não são todos que tem esta mesma visão, ou melhor, são poucos que realmente enxergam isso. De que adianta, puxar o saco dos caras, até mesmo endeusar os mesmos enquanto estão obtendo sucesso, e depois, não só virar as costas, mas condenar os mesmos. Por isso que eu digo que futebol é um estímulo a estupidez, principalmente no Brasil, onde é visto com mais do que entusiasmo. É realmente interessante, até semana passada, de cada cinco pessoas que aqui na minha sala, três vestiam verde e amarelo, já hoje, não vi sequer uma.

Isso só comprova minha tese, que, a maioria da população é patriota por ocasião.

6 Respostas to “O país volta ao normal pelos pés de um francês”

  1. Pois é Charimann,
    A coisa é esquisita mesmo. Mas você lembrou bem, tem Carnaval. Agora fica uma pergunta, porque ninguem vai votar vestindo as cores do brasil? abração
    PS.: Adorei o trackback, ficarei atento pra retribuir.

  2. Rende pano para manga o assunto…

    (Queria poder escrever mais, mas tô passando correndo um pouco agora, volto depois com mais calma! ;))

  3. Mudou de blog? :3

    Ah, acho que fui a única pessoa que gostei do Brasil ser desclassificado. Na verdade, fiquei triste por causa disso… Mas só de pensar que não haverão mais cornetas malditas e fogos de artifício para me acordar *aquela que tem mania de dormir durante o jogo e só foi saber da derrota do Brasil no dia seguinte*.

    Croissant =*

  4. De fato…
    O povo chora e fica de luto por uma copa, mas não tem a capacidade nem de se sensibilizar com a situação em São Paulo, com os funcionários de presídios, que só fazem a sua obrigação pra sobreviver, tendo que deixar suas casas e sendo mortos na rua, no meio do dia… não se respeita mais nada hoje em dia! Mtas nem deram bola em maio quando os jornais narravam aqueles ataques, com as pessoas tendo medo de sair às ruas, mtas sendo executadas em paradas de ônibus, etc. Mas o futebol, ah, isso sim é motivo de tristeza!
    Quase tudo hoje em dia é um culto à ignorância… por mais que tu estude, tu nunca vai ganhar tanto dinheiro quanto o Ronaldo, assim como eu nunca vou ter dinheiro como a Gisele Bundchen, por mais que já tenha estudado o dobro! As televisões mostram funk, mulheres semi-nuas, caras “malandros”, e virou bonito isso: ser ignorante, cultuar apenas o físico, o sexual. Quem foi que inventou que é bonito andar com aqueles cangurus, boné, calça largada e aqueles tênis que são o triplo do pé?! Os caras tão indo até a festas assim… >.

  5. […] Charimann Meine persönliche ungewöhnliche Welt […]

  6. Concordo com você. Patriotismo de ocasião é fácil. E pro povo e pra imprensa o que interessa é o resultado final. Temos que nos civilizar.

    abs e parabéns pelo blog (te achei graças a Frigideira)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: