De Ilustres Desconhecidos a Celebridades e de Celebridades a Deuses em Fração de Segundo

Depois de ter lido anteontem este texto do Junior, senti vontade de escrever algo similar.

É incrível como no Brasil, qualquer um consegue algo além dos seus quinze minutos de fama, é algo superior a isso, sem mesmo a necessidade de talento ou se isso fere os bons costumes (que andam escassos por aqui mesmo), o que importa é aparecer na televisão, lançar um CD junto do Raul Gil, tal música ser executada em todas as rádios do país, fazer sucesso com tal música, virar o novo ídolo do país, serem tratados como Deuses, sendo requisitados em dois de cada três programas de auditório e, poucos meses depois cair no esquecimento e voltar a ser mais um dentre a “massa brazuca”. São o que eu chamo de “Celebridades Instantâneas” que, depois de um CD lançado e uma “música de trabalho” caem no esquecimento e, -praticamente- mais ninguém lembra deles, para a alegria (?) da população. Quem ainda lembra de “Vanessa Jackson“? Aquela que foi ganhadora do programa “Fama“. Quem ainda ouve “Pepê e Neném” ainda hoje? Quem coloca “Mauricio Manieri” para tocar nas festas de aniversário? Alguém consegue ouvir “P.O. Box” e o “Papo de Jacaré” com freqüência? Acho que não. Outra máquina de produção de “Celebridades” ou retardados, como preferirem, é aquele tal de Big Brother, que, nem no país onde foi criado, a Endemol fez tantas continuaçãoes como por aqui. O destino das pessoas pós casa é esperado, alguns homens viram atores da Rede Globo, mesmo sem ter talento nenhum para isso, ou humoristas decadentes. As mulheres, os novos esteriótipos da beleza nacional, com seus seios e bundas de borracha e o rosto todo repuxado depois de “N” intervenções cirúrgicas e logo depois, fotos nuas para a alegria do povo. Onde eu quero chegar com essa postagem é que, no país, os “Deuses Populacionais”, aqueles que são o exemplo do povo são pessoas comuns, que nada acrescem o nível cultural do povo, os que efetivamente fazem isso, caem na desgraça de, serem pouco reconhecidos pelo bom trabalho que fazem. Seria isso implicância só minha, ou não?!

2 Respostas to “De Ilustres Desconhecidos a Celebridades e de Celebridades a Deuses em Fração de Segundo”

  1. legal o texto Charimann, principalmente pela inspiração. rss
    Brincadeiras à parte, é reflexo da baixa auto-estima, do baixo nível cultural, intelectual e de exigência do brasileirinho. Pior que isso? A máquina da mídia esta aí exatamente pra entreter e perpetuar essa condição, a serviço de interesses outros que não vem ao caso. rss
    excelente post. abração

  2. O mais engraçado é que eu estava pensando esses dias exatamente nisso, e juro, eu lembrei mesmo de Vanessa Jackson, P.O box e etc.
    Aqui realmente, qualquer um consegue 15 minutos de fama, o povo acha tudo lindo, creio que justamente porque os que vão trazer algo pra nós não ganham importância, não são ouvidos. ^^

    ;***

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: