A MPB do Século XXI

Confesso, foi após ler este artigo do Junior que senti vontade de escrever sobre tal assunto.
O que hoje em dia podemos chamar de Música Popular Brasileira? Caetano Veloso? Gilberto Gil, Elis Regina? Belchior? Não. Nenhum desses se encaixa nisso. A música brasileira hoje pertence aos “Tigrões”, aos Pagodeiros e aos “Calypsos”, entre tantos outros que fazem a alegria do povo, que compõe letras com aquilo que o povo quer ouvir, não importando se, isso é de cunho “cultural ou imoral”, o que importa é a a vendagem de discos. O fim de semana da televisão brasileira (especialmente aos domingos) é um festival do artista revelação / sem talento, leva auditórios inteiros a loucura com letras de rimas pobres e ritmos praticamente iguais, parecendo uma combinação entre a “Elite dos Sem Talento”. De uns anos pra cá, o sucessor do pagode, -que muito fez sucesso e por muitos anos- parece ter sido o Funk, uma mistura de sons digitais com letras(?) ousadas e coreografias vulgares, resultando num certo incentivo a vulgaridade e a quebra de bons costumes, quem nunca ouviu coisa do tipo “beijo na boca é coisa do passado / a onda agora é / é namorar pelado”, só pra exemplificar. Daí eu me pergunto, o que isso está acrescendo a quem tanto gosta disso? Isso também me remete a outra pergunta que faço a mim mesmo: Não sei o que é pior, adultos que ouvem isso e ainda se consideram inteligentes com isso ou, crianças que crescem e amadurecem (precocemente, diga-se de passagem) ouvindo tais baixarias. Mas, toda essa “nova musicalidade”, tal como veio, também já vai se extingüindo, ou foi só eu que percebi que, o tal do “Calypso” não aparece mais todo final de semana em programas de auditório, os “Tigrões”, as “Tchuchucas” e as “Lacraias” finalmente parece terem calado um pouco a boca e ter nos poupado de tanta encheção. Os antigos ídolos não tem mais espaço hoje em dia, sequer aparecem com destaque na TV, o último caso que eu vi disso, foi a presença do Ivan Lins no Altas Horas, que, além de ser um programa chato pra caramba (quem consegue aturar o Serginho Groissmann falando por mais de cinco minutos sem se irritar?) passa num horário nada conveniente e, num dia da semana menos conveniente ainda, logo, ninguém assiste, ou melhor, quase ninguém. João Bosco esses dias tava no Programa do Jô, mas, que cidadão que trabalha o dia todo vai ficar acordado até tarde só para ouvir umas melodias do cantor? Minha opinião pessoal é de que, faltam estímulos a música boa no país, que, não se deve dar tanto estímulo a artistas instatâneos, mostrar a gurizada de hoje, que temos músicos bons, que compõe coisas boas, que a música no país não resume-se apenas em rebolar a bunda e ficar se esfregando uns nos outros em programas de televisão.

**********

“Notícias que vão abalar a humanidade” (Parte 09)

 Xuxa vai ganhar megafesta da Rede Globo

2 Respostas to “A MPB do Século XXI”

  1. Charimann amigão, eu fiquei mesmo ansioso pelo seu post, falou bonito. eu não assisto TV, quero mais que explodam (figurativamente falando, claro) a plin-plin, o sbit e afins. é a fabricra de inginorants. fica atento que logo te dou mais munição. rss
    abração

  2. Eu concordo com você e confesso que fico indignada com essas coisas. Outro dia eu estava me divertindo naquelas comunidades ‘Eu odeio’ até que encontrei uma que era contra o Funk. Em um dos tópicos, as pessoas falavam sobre o que achavam do Funk e veio uma mulher dizendo coisas do tipo ‘O Funk é o grito da favela, é a pura MPB. Adoro ir nos bailes funk onde sou adorada.’ e mais algumas outras coisas. Eu nem respondi porque, no final, cheguei á conclusão de que ela tinha razão: nossa música se resume nisso, no pagode, no funk e nos ‘calypsos’ da vida. E o quê faz isso crescer? A TV, a mídia.

    Croissant =*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: